English-Video.net comment policy

The comment field is common to all languages

Let's write in your language and use "Google Translate" together

Please refer to informative community guidelines on TED.com

TEDxAmazonia

Antonio Donato Nobre: The magic of the Amazon: A river that flows invisibly all around us

Antonio Donato Nobre: Há um rio sobre nós

Filmed
Views 997,819

Antonio Donato Nobre estuda as interações entre as florestas e a atmosfera. A sua pesquisa mostrou que há verdadeiros rios de vapor a correr sobre a floresta amazónica e a levar humidade para boa parte do continente. Graças a esses rios, a América do Sul não é um deserto como a África. A sua pesquisa revela a fragilidade das florestas perante mudanças climáticas e o risco que corremos se as perdermos.

- Scientist
Antonio Donato Nobre researches the “ingenious systems” of the Amazon. His work illustrates the beautiful complexity of this region, as well as its fragility against a backdrop of climate change. Full bio

O que acham?
00:12
What do you guys think?
Para quem viu a palestra de Sir Ken,
memorável, no TED,
00:14
For those who watched
Sir Ken's memorable TED Talk,
00:19
I am a typical example
of what he describes
eu sou um típico exemplar
do que ele descreve:
"um corpo a carregar uma cabeça".
00:22
as "the body as a form
of transport for the head,"
Professor universitário, não é?
00:25
a university professor.
Poderiam achar que é uma cobardia
00:27
You might think it was not fair
colocar-me, depois destas duas
primeiras apresentações,
00:31
that I've been lined up to speak
after these first two talks
a falar de ciência.
00:34
to speak about science.
Não consigo balançar
o meu corpo num ritmo.
00:36
I can't move my body to the beat,
E depois de um cientista
que se tornou filósofo,
00:40
and after a scientist
who became a philosopher,
eu tinha que falar da ciência dura.
00:43
I have to talk about hard science.
Poderia ser um tema muito árido
00:45
It could be a very dry subject.
e, no entanto, sinto-me agraciado.
00:48
Yet, I feel honored.
Nunca, na minha carreira,
00:51
Never in my career,
e já vai longa a minha carreira,
00:53
and it's been a long career,
eu tive a oportunidade
de começar uma palestra
00:55
have I had the opportunity to start a talk
00:57
feeling so inspired, like this one.
com tamanha inspiração, como esta.
Normalmente, falar de ciência
01:00
Usually, talking about science
é como fazer exercício numa terra árida.
01:04
is like exercising in a dry place.
No entanto, tive a felicidade
01:08
However, I've had the pleasure
de ser convidado
para vir cá falar sobre água.
01:11
of being invited to come here
to talk about water.
E "água" e "árido" não combinam.
01:15
The words "water" and "dry"
do not match, right?
Melhor ainda,
vim falar sobre água na Amazónia,
01:19
It is even better to talk about
water in the Amazon,
que é um berço esplêndido
de vida. Fresca.
01:22
which is the splendid cradle
of life. Fresh life.
Então, foi o que me inspirou.
01:27
So this is what inspired me.
Por isso estou aqui, apesar de carregar
01:30
That's why I'm here,
although I'm carrying
a minha cabeça, mais ou menos,
01:32
my head over here.
eu estou aqui a tentar, vou tentar,
transmitir essa inspiração.
01:34
I am trying, or will try to convey
this inspiration.
Espero que a história os inspire,
que vocês a multipliquem.
01:38
I hope this story will inspire you
and that you'll spread the word.
Sabemos que há controvérsia
01:43
We know that there is controversy.
— a Amazónia é o pulmão do mundo, não é? —
01:47
The Amazon is the "lung of the world,"
pelo poder que tem
de trocar massivamente gases vitais
01:50
because of its massive power
to have vital gases exchanged
— a floresta com a atmosfera.
01:56
between the forest and the atmosphere.
Também ouvimos falar
do celeiro da biodiversidade.
01:58
We also hear about
the storehouse of biodiversity.
Embora muitos acreditem nisso,
02:02
While many believe it,
poucos conhecem.
02:06
few know it.
Se forem aqui fora, à floresta alagada,
vão-se maravilhar com a...
02:08
If you go out there, in this marsh,
02:10
you'll be amazed at the —
02:13
You can barely see the animals.
Quase não conseguem ver os bichos.
Os índios dizem: "Na floresta,
há mais olhos do que folhas."
02:15
The Indians say, "The forest
has more eyes than leaves."
É verdade, e eu vou tentar mostrar
algumas coisas.
02:20
That is true, and I will try
to show you something.
Mas hoje,
trouxe uma outra abordagem,
02:22
But today, I'm going to use
a different approach,
uma abordagem que,
inspirado por estas duas iniciativas,
02:26
one that is inspired by these
two initiatives here,
uma harmónica e a outra filosófica,
02:29
a harmonic one and a philosophical one.
vou tentar usar a abordagem
que é um pouco material,
02:31
I'll try to use an approach
that's slightly materialistic,
mas tenta transmitir também
que existe, na natureza,
02:35
but it also attempts to convey
that, in nature, there is
uma filosofia
e uma harmonia extraordinárias.
02:39
extraordinary philosophy and harmony.
Não vai haver música
na minha apresentação,
02:42
There'll be no music in my presentation,
02:44
but I hope you'll all notice the music
of the reality I'm going to show you.
mas espero que vejam a música
da realidade que vou mostrar.
Vou falar de fisiologia — não é do pulmão,
02:48
I'm going to talk about physiology —
not about lungs,
é de outras analogias
com a fisiologia humana
02:51
but other analogies with human physiology,
e, principalmente, com o coração.
02:54
especially the heart.
Começamos...
02:56
We'll start
por pensar que a água é como o sangue.
03:01
by thinking that water is like blood.
A circulação no nosso corpo
leva o sangue fresco,
03:06
The circulation in our body
distributes fresh blood,
que alimenta, que nutre e que sustenta,
03:11
which feeds, nurtures and supports us,
e traz de volta o sangue usado,
para ser renovado.
03:13
and brings the used blood back
to be renewed.
Na Amazónia,
ocorrem coisas muito semelhantes.
03:18
In the Amazon, things happen similarly.
Começamos por falar
sobre o poder de todos esses processos.
03:22
We'll start by talking about
the power of all these processes.
Esta é uma imagem,
03:27
This is an image
em movimento, das chuvas.
03:32
of rain in motion.
E o que veem ali
são os anos a passar a cada segundo.
03:35
What you see there
is the years passing in seconds.
As chuvas no mundo inteiro.
E o que é que veem?
03:39
Rains all over the world.
What do you see?
Que a região equatorial, em geral,
03:42
The equatorial region, in general,
a Amazónia em particular,
03:44
and the Amazon specifically,
é enormemente importante
para o clima do mundo.
03:45
is extremely important
for the world's climate.
É um motor poderoso.
03:48
It's a powerful engine.
Existe aqui uma atividade frenética
em relação à evaporação.
03:50
There is a frantic evaporation
taking place here.
Se virmos outra imagem,
03:56
If we take a look at this other image,
que mostra os fluxos de vapor de água,
03:58
which shows the water vapor flow,
o que é preto ali é ar seco,
o que é cinza é ar húmido
04:01
you have dry air in black,
moist air in gray,
e o que é branco são nuvens.
04:04
and clouds in white.
Veem ali um ressurgimento
extraordinário na Amazónia.
04:06
What you see there is an extraordinary
resurgence in the Amazon.
Que fenómeno
— se não é um deserto, —
04:11
What phenomenon — if it's not a desert,
que fenómeno faz com que a água
jorre do solo para a atmosfera,
04:14
what phenomenon makes water
gush from the ground into the atmosphere
com tamanho poder,
que se vê do espaço?
04:19
with such power
that it can be seen from space?
Que fenómeno é este?
04:22
What phenomenon is this?
Poderia ser um gêiser.
04:23
It could be a geyser.
O gêiser é a água subterrânea
aquecida pelo calor do magma,
04:26
A geyser is underground water
heated by magma,
04:30
exploding into the atmosphere
que explode para a atmosfera,
transfere essa água para a atmosfera.
04:31
and transferring this water
into the atmosphere.
Não temos gêiseres na Amazónia,
a menos que eu me engane.
04:35
There are no geysers in the Amazon,
unless I am wrong.
Não sei se alguém conhece algum.
04:38
I don't know of any.
Mas temos algo que faz o mesmo papel,
04:40
But we have something
that plays the same role,
mas com muito mais elegância:
04:44
with much more elegance though:
são as amigas e benfazejas árvores,
04:48
the trees, our good old friends
que, assim como os gêiseres,
04:51
that, like geysers,
conseguem transferir uma quantidade
enorme de água do solo para a atmosfera.
04:54
can transfer an enormous amount of water
from the ground into the atmosphere.
São 600 mil milhões de árvores
na Amazónia, 600 mil milhões de gêiseres.
04:59
There are 600 billion trees
in the Amazon forest, 600 billion geysers.
05:04
That is done with
an extraordinary sophistication.
E isto com uma sofisticação
extraordinária.
05:08
They don't need the heat of magma.
Não precisam do calor do magma.
Usam a luz do Sol
para este processo.
05:10
They use sunlight to do this process.
Então, num dia,
um dia típico ensolarado na Amazónia,
05:13
So, in a typical sunny day in the Amazon,
uma árvore grande
chega a transferir mil litros de água
05:16
a big tree manages
to transfer 1,000 liters of water
através da evaporação.
05:19
through its transpiration —
Mil litros.
05:22
1,000 liters.
Se pegarem em toda a Amazónia,
05:23
If we take all the Amazon,
que é uma área muito grande,
05:28
which is a very large area,
e somarem toda esta água
que está a ser evaporada,
05:30
and add it up to all that water
that is released by transpiration,
— é o suor da floresta, —
05:33
which is the sweat of the forest,
chegam a um número extraordinário:
05:36
we'll get to an incredible number:
20 mil milhões de toneladas de água.
05:38
20 billion metric tons of water.
Sabem — isto é num dia.
05:41
In one day.
Sabem quanto é isto?
05:43
Do you know how much that is?
O rio Amazonas, o maior rio da Terra,
05:45
The Amazon River,
the largest river on Earth,
um quinto de toda a água doce
05:48
one fifth of all the fresh water
que sai dos continentes no mundo inteiro
e que chega aos oceanos,
05:49
that leaves the continents of the
whole world and ends up in the oceans,
despeja 17 mil milhões de toneladas
de água por dia no Oceano Atlântico.
05:53
dumps 17 billion metric tons
of water a day in the Atlantic Ocean.
05:57
This river of vapor
Este rio de vapor,
05:58
that comes up from the forest
and goes into the atmosphere
que sai da floresta
e vai para a atmosfera,
é maior do que o rio Amazonas.
06:01
is greater than the Amazon River.
Só para terem uma ideia.
06:03
Just to give you an idea.
Se pudéssemos pegar
numa chaleira bastante grande,
06:05
If we could take a gigantic kettle,
06:08
the kind you could plug into
a power socket, an electric one,
daquelas de ligar na tomada,
chaleira elétrica,
e colocássemos estes 20 mil milhões
de toneladas dentro,
06:11
and put those 20 billion
metric tons of water in it,
06:14
how much power would you need
to have this water evaporated?
de quanta eletricidade precisaríamos
para evaporar essa água?
Alguém faz ideia?
Uma chaleira bem grande mesmo.
06:17
Any idea? A really big kettle.
Chaleira dos gigantes, não é?
06:20
A gigantic kettle, right?
50 mil Itaipus.
06:22
50 thousand Itaipus.
Itaipu, para quem não sabe,
é a maior hidroelétrica do mundo, ainda,
06:24
Itaipu is still the largest
hydroelectric plant in the world.
e é um orgulho brasileiro
06:28
and Brazil is very proud of it
06:29
because it provides more
than 30 percent of the power
porque fornece mais de 30% da energia
que é consumida no Brasil.
06:32
that is consumed in Brazil.
E a Amazónia está aqui,
a fazer isso de graça.
06:34
And the Amazon is here,
doing this for free.
É uma poderosíssima e viva usina
de serviços ambientais.
06:38
It's a vivid and extremely powerful plant,
providing environmental services.
06:46
Related to this subject,
Ligado a este tema,
vamos falar sobre o que eu chamo
"paradoxo da sorte",
06:47
we are going to talk about
what I call the paradox of chance,
que é uma curiosidade.
06:50
which is curious.
Se virem o mapa-múndi
06:52
If you look at the world map —
— é fácil de perceber —
06:54
it's easy to see this —
veem que, na zona equatorial,
têm as florestas,
06:55
you'll see that there are forests
in the equatorial zone,
e os desertos estão organizados
a 30º de latitude norte,
06:58
and deserts are organized
at 30 degrees north latitude,
30º de latitude sul, alinhados.
07:02
30 degrees south latitude, aligned.
Vejam ali, no hemisfério sul, o Atacama,
07:05
Look over there, in the southern
hemisphere, the Atacama;
Namíbia e Calaári na África,
o deserto da Austrália.
07:08
Namibia and Kalahari in Africa;
the Australian desert.
No hemisfério norte,
o Saara, o Sonora e etc.
07:10
In the northern hemisphere,
the Sahara, Sonoran, etc.
Há uma exceção, e é uma curiosidade:
07:13
There is an exception, and it's curious:
é o quadrilátero que vai
de Cuiabá a Buenos Aires,
07:18
It's the quadrangle that ranges from
Cuiabá to Buenos Aires,
de São Paulo aos Andes.
07:21
and from São Paulo to the Andes.
Este quadrilátero era para ser deserto.
07:23
This quadrangle
was supposed to be a desert.
Está na linha dos desertos.
07:26
It's on the line of deserts.
07:28
Why isn't it? That's why
I call it the paradox of chance.
Porque não o é? É por isso
que lhe chamo o "paradoxo da sorte".
O que é que existe na América do Sul
de diferente?
07:32
What do we have in South America
that is different?
Se pudermos usar a analogia
07:36
If we could use the analogy
da circulação sanguínea no corpo,
e do sangue,
07:38
of the blood circulating in our bodies,
com a circulação da água na paisagem,
07:42
like the water
circulating in the landscape,
vemos nos rios, que eles são veias,
07:45
we see that rivers are veins,
drenam a paisagem,
drenam o tecido da natureza.
07:49
they drain the landscape,
they drain the tissue of nature.
E onde estão as artérias?
07:54
Where are the arteries?
Algum palpite?
07:56
Any guess?
O que leva...
07:58
What takes —
Como é que a água chega
a irrigar os tecidos da natureza
08:00
How does water get to irrigate
the tissues of nature
e trazer de volta tudo pelos rios?
08:05
and bring everything back through rivers?
Há um novo tipo de rio,
08:08
There is a new type of river,
que nasce no oceano azul,
08:11
which originates in the blue sea,
que flui pelo oceano verde
08:14
which flows through the green ocean —
— não só flui, mas é bombeado
pelo oceano verde —
08:18
it not only flows, but it is also
pumped by the green ocean —
e cuja foz é a nossa terra.
08:21
and then it falls on our land.
Toda a nossa economia,
aquele quadrilátero,
08:24
All our economy, that quadrangle,
70% do PIB da América do Sul
sai daquela região.
08:26
70 percent of South America's
GDP comes from that area.
Depende deste rio.
08:31
It depends on this river.
E este rio flui, invisível, acima de nós.
08:32
This river flows invisibly above us.
Estamos a flutuar aqui nesta plataforma,
08:34
We are floating here
on this floating hotel,
num dos maiores rios da Terra,
que é o rio Negro.
08:36
on one of the largest rivers on Earth,
the Negro River.
Está meio seco, meio bravo,
mas estamos a flutuar aqui,
08:39
It's a bit dry and rough,
but we are floating here,
e por cima de nós
há um rio invisível a passar.
08:43
and there is this
invisible river running above us.
E este rio, ele pulsa.
08:46
This river has a pulse.
E aqui está a pulsação dele.
08:49
Here it is, pulsing.
Por isso falamos de coração também.
08:51
That's why we also talk about the heart.
Veem ali as estações do ano.
08:54
You can see the different seasons there.
08:56
There's the rainy season. In the Amazon,
we used to have two seasons,
Chove uma época... Na Amazónia,
costumávamos ter duas estações,
a húmida e a mais húmida.
08:59
the humid season
and the even more humid season.
Agora temos a estação seca.
09:02
Now we have a dry season.
E veem ali ele a lamber esta região
09:03
You can see the river covering that region
que deveria, de outra forma,
ser um deserto e não é.
09:06
which, otherwise, would be a desert.
And it is not.
Nós, cientistas... veem
que estou com dificuldade
09:13
We, scientists —
You see that I'm struggling here
para levar a minha cabeça
de um lado para o outro.
09:17
to move my head
from one side to the other.
Os cientistas estudam
como funciona, porquê, etc.,
09:19
Scientists study how it works, why, etc.
e esses estudos estão a gerar
uma série de descobertas
09:25
and these studies
are generating a series of discoveries,
absolutamente extraordinárias
09:29
which are absolutely fabulous,
para nos trazerem
a consciência da riqueza,
09:31
to raise our awareness of the wealth,
da complexidade e da maravilha
que nós temos,
09:34
the complexity,
and the wonder that we have,
da sinfonia que temos
neste funcionamento.
09:36
the symphony we have in this process.
Um deles é: como é que se forma a chuva?
09:39
One of them is: How is rain formed?
Por cima da Amazónia, há ar limpo,
09:41
Above the Amazon, there is clean air,
tal como por cima do oceano.
09:45
as there is clean air above the ocean.
09:47
The blue sea has clean air above it
and forms pretty few clouds;
O oceano azul tem ar limpo
e forma muito poucas nuvens,
quase não chove.
09:50
there's almost no rain there.
No oceano verde, há ar limpo igual,
e forma-se muita chuva.
09:51
The green ocean has the same clean air,
but forms a lot of rain.
O que é que acontece aqui,
que é diferente?
09:56
What is happening here that is different?
A floresta emite cheiros,
09:58
The forest emits smells,
e esses cheiros
são núcleos de condensação,
10:00
and these smells are condensation nuclei,
que formam gotas na atmosfera,
10:03
which form drops in the atmosphere.
e nela formam-se as nuvens
que chovem torrencialmente.
10:05
Then, clouds are formed
and there is torrential rain.
O regador do Jardim do Éden.
10:10
The sprinkler of the Garden of Eden.
Esta relação de uma entidade viva,
que é a floresta,
10:13
This relation between a living thing,
which is the forest,
com uma entidade não viva,
que é a atmosfera,
10:18
and a nonliving thing,
which is the atmosphere,
é virtuosa na Amazónia,
10:21
is ingenious in the Amazon,
porque a floresta joga água
e joga sementinhas,
10:24
because the forest provides
water and seeds,
a atmosfera forma chuva e devolve,
10:29
and the atmosphere forms the rain
and gives water back,
e assim garante
a sobrevivência da floresta.
10:32
guaranteeing the forest's survival.
10:36
There are other factors as well.
Há outros fatores também.
Falámos um pouco do coração,
10:37
We've talked a little about the heart,
agora vamos falar
de uma outra função: o fígado!
10:39
and let's now talk about
another function: the liver!
Quando o ar húmido, uma alta humidade
e radiação, são combinados
10:42
When humid air, high humidity
and radiation are combined
em conjunto com estes compostos orgânicos,
10:47
with these organic compounds,
que eu chamo "Vitamina C Exógena",
generosa vitamina C gasosa,
10:49
which I call exogenous vitamin C,
generous vitamin C in the form of gas,
as plantas libertam antioxidantes
10:55
the plants release antioxidants
que reagem com os poluentes.
10:58
which react with pollutants.
Podem estar tranquilos
11:00
You can rest assured
porque estão a respirar
o ar mais puro da Terra aqui na Amazónia,
11:02
that you are breathing the purest air
on Earth, here in the Amazon,
porque as plantas estão a tomar conta
dessa característica também.
11:05
because the plants take care
of this characteristic as well.
E isso favorece o próprio
funcionamento das plantas,
11:09
This benefits the very way plants work,
outro ciclo virtuoso.
11:11
which is another ingenious cycle.
Falando de fractais,
11:13
Speaking of fractals,
e da relação com o nosso funcionamento,
11:17
and their relation with the way we work,
vemos outras comparações.
11:19
we can establish other comparisons.
Como nas vias superiores do pulmão,
11:22
As in the upper airways of our lungs,
o ar da Amazónia é limpo
do excesso de poeira.
11:26
the air in the Amazon
gets cleaned up from the excess of dust.
O ar que respiramos é limpo
da poeira pelas vias respiratórias.
11:29
The dust in the air that we breathe
is cleaned by our airways.
Isto impede que o excesso
de poeira prejudique a chuva.
11:33
This keeps the excess of dust
from affecting the rainfall.
Quando há queimadas na Amazónia,
11:37
When there are fires in the Amazon,
o fumo acaba com a chuva,
para de chover,
11:39
the smoke stops the rain,
it stops raining,
a floresta seca e o fogo entra.
11:42
the forest dries up and catches fire.
Há uma outra analogia fractal.
11:44
There is another fractal analogy.
Tal como nas veias e artérias,
11:47
Like in the veins and arteries,
têm um retorno na água que chove
11:49
the rain water is a feedback.
e volta para a atmosfera.
11:51
It returns to the atmosphere.
Tal como nas glândulas endócrinas
e nas hormonas,
11:53
Like endocrinal glands and hormones,
têm aqueles gases,
que vos expliquei,
11:58
there are those gases
which I told you about before,
que se formam, como se fossem
hormonas soltadas na atmosfera,
12:00
that are formed and released
into the atmosphere, like hormones,
que promovem a formação da chuva.
12:04
which help in the formation of rain.
Tal como o fígado e os rins,
fazem a limpeza do ar.
12:07
Like the liver and the kidneys,
as I've said, cleaning the air.
E, por fim, tal como um coração:
12:11
And, finally, like the heart:
o bombeamento da água
que vem de fora, do oceano,
12:13
pumping water from outside, from the sea,
para dentro da floresta.
12:18
into the forest.
Estamos a chamar a isto
"A Bomba Biótica de Humidade".
12:20
We call it the biotic moisture pump,
É uma teoria nova, que é explicada
de uma maneira muito simples.
12:23
a new theory that is explained
in a very simple way.
Se tiverem um deserto no continente,
12:27
If there is a desert in the continent
e tiverem um oceano contíguo,
12:30
with a nearby sea,
12:32
evaporation's greater on the sea,
a evaporação no oceano é maior,
produz uma sucção
e puxa o ar de cima do deserto.
12:34
and it sucks the air above the desert.
O deserto está preso nessa condição.
Vai ser sempre seco.
12:37
The desert is trapped in this condition.
It will always be dry.
Se têm uma condição
inversa, com floresta,
12:40
If you have
the opposite situation, a forest,
a evaporação, como mostrámos,
é muito maior, pelas árvores,
12:43
the evaporation, as we showed,
is much greater, because of the trees,
e essa relação inverte-se.
12:47
and this relation is reversed.
Então, o ar é puxado de cima do oceano
12:48
The air above the sea
is sucked into the continent
e aí têm a importação da humidade.
12:51
and humidity is imported.
Esta é uma imagem feita
há um mês, de satélite,
12:54
This satellite image
was taken one month ago —
— Manaus está ali em baixo,
nós estamos ali em baixo —
12:58
that's Manaus down there,
we're down there —
que mostra este processo.
13:01
and it shows this process.
Não é um riozinho bonitinho,
daqueles que fluem num canal,
13:02
It's not a common little river
that flows into a canal.
mas é um rio poderoso,
que irriga a América do Sul
13:05
It's a mighty river
that irrigates South America,
e tem outras finalidades.
13:10
among other things.
Esta imagem mostra,
naquelas trajetórias ali,
13:12
This image shows those paths,
todos os furacões
de que temos registo.
13:14
all the hurricanes
that have been recorded.
E veem que, no quadrado vermelho,
quase não há furacões.
13:17
You can see that, in the red square,
there hardly are any hurricanes.
Isto não é por acaso.
13:22
That is no accident.
Esta bomba, que puxa humidade
para dentro do continente,
13:23
This pump that sucks
the moisture into the continent
também acelera o ar sobre o oceano
13:27
also speeds up the air above the sea,
e isso impede a organização dos furacões.
13:29
and this prevents hurricane formations.
Para encerrar esta parte, numa síntese,
13:33
To close this part and sum up,
queria dizer uma coisa
um pouco controversa.
13:37
I'd like to talk about
something a little different.
Tenho várias colegas que participaram
13:40
I have several colleagues
no desenvolvimento destas teorias,
13:42
who worked in the development
of these theories.
que são da opinião, eu inclusive,
13:44
They think, and so do I,
de que podemos
recuperar o planeta Terra.
13:48
that we can save planet Earth.
Eu não estou a falar hoje aqui
só da Amazónia.
13:50
I'm not talking only about the Amazon.
A Amazónia dá-nos uma lição
13:53
The Amazon teaches us a lesson
de como a natureza pristina funciona.
13:55
on how pristine nature works.
Não entendíamos estes processos antes
13:59
We didn't understand
these processes before
porque o resto do mundo
está todo detonado.
14:02
because the rest of the world
is messed up.
Aqui nós pudemos entender.
14:05
We could understand it here, though.
Então, estes colegas dizem:
"Nós podemos, sim,
14:06
These colleagues propose
that, yes, we can
"recuperar as outras áreas,
14:10
save other areas,
"inclusive desertos".
14:12
including deserts.
Se conseguirmos estabelecer florestas
nessas outras áreas,
14:14
If we could establish forests
in those other areas,
podemos reverter o clima.
14:17
we can reverse climate change,
Inclusive, o aquecimento global.
14:19
including global warming.
E eu tenho uma colega
muito querida na Índia,
14:22
I have a dear colleague in India,
chamada Suprabha Seshan, que tem um lema.
14:24
whose name is Suprabha Seshan,
and she has a motto.
O lema dela em inglês é:
"Gardening back the biosphere",
14:27
Her motto is,
"Gardening back the biosphere,"
14:31
"Reajardinando a biosfera" in Portuguese.
Reajardinar a biosfera.
Ela faz um trabalho maravilhoso
de reconstrução de ecossistemas.
14:34
She does a wonderful job
rebuilding ecosystems.
Precisamos de fazer isso.
14:37
We need to do this.
Concluída esta introdução rápida,
14:39
Having closed this quick introduction,
chegamos à realidade
que estamos a ver aqui fora,
14:44
we see the reality that we have out here,
que é a seca, essa mudança climática,
14:47
which is drought, this climate change,
e coisas que já sabíamos.
14:50
things that we already knew.
E aqui, eu queria contar-vos
uma pequena história.
14:52
I'd like to tell you a short story.
Eu, uma vez, ouvi, há quatro anos,
14:56
Once, about four years ago,
uma declamação
de um texto do Davi Copenaua,
15:00
I attended a declamation,
of a text by Davi Kopenawa,
um sábio representante do povo ianomâmi,
15:04
a wise representative
of the Yanomami people,
que dizia mais ou menos o seguinte:
15:07
and it went more or less like this:
"Será que o homem branco não sabe
15:09
"Doesn't the white man know
"que, se ele tirar a floresta,
vai acabar a chuva?
15:12
that, if he destroys the forest,
there will be no more rain?
15:15
And that, if there's no more rain,
"E se acabar a chuva,
ele não vai ter o que beber,
15:17
there'll be nothing to drink, or to eat?"
"nem o que comer?"
E eu ouvi aquilo,
cheguei às lágrimas,
15:20
I heard that, and my eyes welled up
porque disse: "Nossa!
15:23
and I went, "Oh, my!
"Estou há 20 anos estudando isso,
supercomputador,
15:24
I've been studying this for 20 years,
with a super computer,
"dezenas, milhares de cientistas,
15:28
dozens, thousands of scientists,
"e a gente está começando a chegar
a essa conclusão, e ele já sabe!"
15:31
and we are starting to get to this
conclusion, which he already knows!"
Uma agravante: os ianomâmis
nunca desmataram.
15:34
A critical point is the Yanomami
have never deforested.
Como é que eles podem saber
que acaba a chuva?
15:39
How could they know the rain would end?
Fiquei com isso na cabeça
e fiquei completamente chocado.
15:42
This bugged me and I was befuddled.
Como é que ele podia saber?
15:46
How could he know that?
Alguns meses depois, encontrei-o,
num outro evento, e disse-lhe:
15:47
Some months later,
I met him at another event and said,
"Davi, como é que você sabia que
tirando a floresta, acaba a chuva?"
15:51
"Davi, how did you know that if the forest
was destroyed, there'd be no more rain?"
Ele disse:
"O espírito da floresta nos contou".
15:57
He replied:
"The spirit of the forest told us."
E isto, para mim,
alterou as coisas.
16:02
For me, this was a game changer,
Foi uma mudança total,
16:06
a radical change.
porque eu disse: "Poxa!
16:08
I said, "Gosh!
"Então, por que eu estou
fazendo toda a ciência,
16:09
Why am I doing all this science
"para chegar à conclusão
do que ele já sabe?"
16:14
to get to a conclusion
that he already knows?"
E aí, bateu-me algo absolutamente crítico,
16:17
Then, something
absolutely critical hit me,
que é...
16:23
which is,
"o que os olhos não veem
o coração não sente".
16:27
seeing is believing.
"Out of sight, out of mind", não é?
16:31
Out of sight, out of mind.
E isso é uma necessidade
que o meu antecessor colocou,
16:35
This is a need the previous speaker
pointed out:
que nós temos de ver as coisas
16:39
We need to see things —
— nós, quando eu digo,
é a sociedade ocidental
16:42
I mean, we, Western society,
que se está a tornar
global, civilizada, —
16:44
which is becoming global, civilized —
nós precisamos de ver.
16:47
we need to see.
Se não vemos, não registamos.
16:48
If we don't see,
we don't register the information.
Vivemos na ignorância.
16:51
We live in ignorance.
Então, faço a seguinte proposta:
16:52
So, I propose the following —
Vamos — claro que os astrónomos
não vão gostar —
16:54
of course, the astronomers
wouldn't like the idea —
mas vamos virar o Hubble ao contrário.
16:57
but let's turn the Hubble telescope
upside down.
E vamos fazer o Hubble olhar para cá.
17:00
And let's make it look down here,
17:02
rather than to the far reaches
of the universe.
Não para os confins do universo.
Maravilhosos os confins do universo,
17:04
The universe is wonderful,
mas, agora, temos
uma realidade prática,
17:06
but we have a practical reality,
que é: vivemos
num cosmos desconhecido,
17:08
which is we live in an unknown cosmos,
e somos ignorantes.
17:12
and we're ignorant about it.
Estamos a tripudiar
sobre este cosmos maravilhoso
17:14
We're trampling on this wonderful cosmos
que nos dá morada e abrigo.
17:17
that shelters us and houses us.
Conversem com um astrofísico:
17:19
Talk to any astrophysicist.
a Terra é uma improbabilidade estatística.
17:21
The Earth is a statistical improbability.
A estabilidade e o conforto
que apreciamos,
17:24
The stability and comfort that we enjoy,
despite the droughts of the Negro River,
com todas as secas do rio Negro,
com todos os calores e frios,
tufões, etc.,
17:28
and all the heat and cold
and typhoons, etc.,
não existe nada igual no universo,
nada conhecido.
17:31
there is nothing like it in the universe,
that we know of.
Então, viremos o Hubble para cá
17:34
Then, let's turn Hubble in our direction,
e vamos ver a Terra.
17:36
and let's look at the Earth.
Vamos começar pela Amazónia!
17:41
Let's start with the Amazon!
Vamos dar um mergulho,
17:43
Let's dive,
vamos chegar à realidade
em que vivemos quotidianamente,
17:44
let's reach out the reality
we live in every day,
e vê-la bem de perto,
já que precisamos disso.
17:49
and look carefully at it,
since that's what we need.
O Davi Copenaua não precisa.
17:52
Davi Kopenawa doesn't need this.
17:54
He has something already
that I think I missed.
Ele já tem algo que eu acho que perdi.
Eu fui educado pela televisão.
17:57
I was educated by television.
Acho que perdi esse algo,
17:58
I think that I missed this,
que é um registo ancestral,
18:00
an ancestral record,
que é uma valorização daquilo
que não conheço, que não vi.
18:02
a valuation of what I don't know,
what I haven't seen.
Ele não precisa da prova de São Tomé.
18:06
He is not a doubting Thomas.
Ele acredita com veneração e reverência
18:08
He believes,
with veneration and reverence,
naquilo que os antepassados
lhe ensinaram, e os espíritos.
18:12
in what his ancestors
and the spirits taught him.
Já que não conseguimos,
então vamos ver a floresta.
18:15
We can't do it,
so let's look into the forest.
Mas mesmo quando estamos
com o Hubble lá, a olhar para o céu
18:18
Even with Hubble up there —
— esta é a visão do pássaro, não é?
18:21
this is a bird's-eye view, right?
Mesmo quando isto acontece,
18:23
Even when this happens,
vemos algo que também desconhecemos.
18:25
we also see something that we don't know.
Os espanhóis chamaram-lhe inferno verde.
18:28
The Spanish called it the green inferno.
Se andarem aqui,
neste mato, e se perderem,
18:31
If you go out there
into the bushes and get lost,
e forem, por acaso, para o oeste,
18:34
and, let's say, if you head west,
são 900km para chegar à Colômbia.
18:36
it's 900 kilometers to Colombia,
18:38
and another 1,000 to somewhere else.
Mais mil para chegar a algum sítio.
Então, entende-se porque é que
eles lhe chamavam inferno verde.
18:40
So, you can figure out
why they called it the green inferno.
Mas vão ver o que há ali dentro.
18:43
But go and look at what is in there.
É um tapete vivo.
18:46
It is a live carpet.
Cada cor ali é uma espécie de árvore.
18:48
Each color you see is a tree species.
Cada árvore, cada copa,
18:50
Each tree, each tree top,
chega a ter 10 mil espécies
de insetos dentro,
18:52
has up to 10,000 species of insects in it,
sem falar nos milhões de espécies
de fungos, bactérias, etc.
18:56
let alone the millions of species
of fungi, bacteria, etc.
Tudo invisível.
19:00
All invisible.
Tudo um cosmos mais estranho para nós
19:02
All of it is an even stranger cosmos to us
do que as galáxias distantes, a milhares
de milhões de anos-luz da Terra,
19:05
than the galaxies billions
of light years away from the Earth,
19:08
which Hubble brings
to our newspapers everyday.
que o Hubble nos trás
todos os dias nos jornais.
E eu encerro a minha apresentação
19:12
I'm going to end my talk here —
— eu tenho só poucos segundos —
19:14
I have a few seconds left —
mostrando este ser maravilhoso,
19:16
by showing you this wonderful being.
que quando vemos
— a borboleta "morpho" — na floresta,
19:18
When we see the morpho butterfly
in the forest,
temos a sensação de que alguém
se esqueceu da porta do paraíso aberta
19:21
we feel like someone's left open
the door to heaven,
19:24
and this creature escaped from there,
because it's so beautiful.
e esta criatura escapou de lá,
porque é muito bonita.
Mas, não posso terminar
19:27
However, I cannot finish
sem mostrar um lado tecnológico.
19:30
without showing you a tech side.
Nós temos a arrogância da tecnologia.
19:32
We are tech-arrogant.
Nós desapossamos a natureza
da sua tecnologia.
19:35
We deprive nature of its technology.
Uma mão robótica é tecnológica,
19:39
A robotic hand is technological,
a minha mão é biológica;
19:40
mine is biological,
e não pensamos mais no assunto.
19:42
and we don't think about it anymore.
Então, vamos ver a borboleta "morpho",
19:43
Let's then look at the morpho butterfly,
que é um exemplo de uma
competência tecnológica invisível da vida,
19:46
an example of an invisible
technological competence of life,
que está no âmago da nossa possibilidade
de sobrevivência no planeta,
19:51
which is at the very heart of our
possibility of surviving on this planet,
e vamos ampliá-la.
De novo, o Hubble.
19:56
and let's zoom in on it.
Again, Hubble is there.
Vamos entrar na asa da borboleta.
19:58
Let's get into the butterfly's wings.
E estes estudiosos tentaram explicar:
por que é que ela é azul?
20:00
Scholars have tried to explain:
Why is it blue?
E vamos ampliar.
20:04
Let's zoom in on it.
E o que veem
é que a arquitetura do invisível
20:05
What you see is that the architecture
of the invisible humiliates
humilha os melhores arquitetos do mundo.
20:11
the best architects in the world.
Isto tudo numa escala muito pequena.
20:14
All of this on a tiny scale.
Além da beleza e do funcionamento,
há outro aspeto.
20:16
Besides its beauty and functioning,
there is another side to it.
Tudo o que é, na natureza,
20:19
In nature,
20:22
all that is organized in extraordinary
structures has a function.
organizado em estruturas extraordinárias,
tem uma função.
E esta função, da borboleta morpho
— ela não é azul,
20:26
This function of the morpho butterfly —
it is not blue;
não existe pigmento azul nela.
20:31
it does not have blue pigments.
Ela tem cristais fotónicos
na superfície
20:32
It has photonic crystals on its surface,
according to people who studied it,
— segundo quem estudou isso —
cristais extremamente sofisticados.
20:36
which are extremely
sophisticated crystals.
Nada igual ao que a nossa tecnologia
tinha ainda na época.
20:38
Our technology had
nothing like that at the time.
Agora, a Hitachi
já fez um ecrã de monitor
20:42
Hitachi has now made a monitor
que usa esta tecnologia
20:45
that uses this technology,
e é usada em fibra ótica
para transmissão de...
20:46
and it is used in optical fibers
to transmit —
A Janine Benyus, que já veio várias
vezes cá, fala sobre isso: biomimética.
20:48
Janine Benyus, who's been here several
times, talks about it: biomimetics.
E já acabou o meu tempo.
20:53
My time's up.
Então eu vou concluir com o que
está na base desta capacidade,
20:54
Then, I'll wrap it up with
what is at the base of this capacity,
desta competência da biodiversidade,
21:00
of this competence of biodiversity,
de produzir todos aqueles
serviços maravilhosos:
21:02
producing all these wonderful services:
a célula viva.
21:05
the living cell.
É uma estrutura de alguns mícrones,
que é uma maravilha interna.
21:06
It is a structure with a few microns,
which is an internal wonder.
Há palestras da TED sobre isso,
não vou me alongar,
21:10
There are TED Talks about it.
I won't talk much longer,
mas cada um nesta sala, inclusive eu,
21:13
but each person in this room,
including myself,
tem 100 biliões
destas micromáquinas no corpo,
21:16
has 100 trillion of these
micromachines in their body,
para que vocês apreciem esse bem-estar.
21:20
so that we can enjoy well-being.
Imaginem quantos tem a Floresta Amazónica.
21:23
Imagine what is out there
in the Amazon forest:
100 biliões. Isto é mais
do que o número de estrelas no céu.
21:25
100 trillion. This is greater
than the number of stars in the sky.
E nós não temos consciência.
21:29
And we are not aware of it.
Muito obrigado.
21:31
Thank you so much. (Applause)
(Aplausos)
Translated by Hamilton Abreu
Reviewed by Margarida Ferreira

▲Back to top

About the speaker:

Antonio Donato Nobre - Scientist
Antonio Donato Nobre researches the “ingenious systems” of the Amazon. His work illustrates the beautiful complexity of this region, as well as its fragility against a backdrop of climate change.

Why you should listen

Antonio Donato Nobre sees nature as a well-orchestrated symphony. A visiting scientist at Brazil’s National Institute for Space Research (INPE) and a senior researcher at the National Institute of Amazonian Research (INPA), he studies the soil, hydrology and biochemistry of the Amazon, to learn more about the complex, interlocking systems of this geographical marvel. He seeks to understand the interactions between the forest and the atmosphere, and how "the sweat of the forest" runs in a stream overhead that carries moisture to other parts of South America and the world, playing a large role in climate stability. His study “El Futuro Climático de la Amazonía” synthesizes research on how human beings are affecting the delicate balance of this region, and the huge risk we run if we lose it.

 

 

More profile about the speaker
Antonio Donato Nobre | Speaker | TED.com